10 países que não possuem ou restringem o acesso a internet

10 países que não possuem ou restringem o acesso a internet

A Internet é um sistema mundial de redes de computadores - uma rede formada por outras redes nas quais os usuários de um dispositivo conectado a ela podem ter acesso a diversos tipos de conteúdo que são disponibilizadas publicamente.

A informação é um bem precioso que liberta o ser humano - mostrando muita das vezes a verdade nua e crua que muitos lutam para que não chegue até você. Atualmente, "toneladas de informações" que surgem diariamente podem ser alcançadas através da Internet.

Com a popularidade da Internet e a massa de dados que ela disponibiliza, muitas pessoas começaram a usá-la como uma ferramenta para obtenção de conhecimento acerca de praticamente tudo o que acontece ao redor do mundo.

Porém, o governo de alguns países veem a Internet como uma ferramenta que pode ser utilizada contra eles, onde algumas pessoas, bem ou mal intencionadas, que possuem acesso a informações sensíveis do Estado podem disseminá-las para a população mostrando a realidade dos fatos, ou criando uma imagem negativa acerca do Governo.

Confira os 10 países a seguir, têm acesso limitado ou nenhum acesso à internet.

Cuba

Há uma extensa censura com o governo comunista controlando rigidamente a internet. Atualmente, menos da metade da população do país tem acesso à internet. Notavelmente, não é possível usar a Internet móvel no país. A liberdade de expressão ainda não é 100% aceita.

O autor Ángel Santiesteban Prats está preso desde 2013 oficialmente por causa da violência doméstica, embora essas alegações sejam falsas, pois a verdadeira razão para seu encarceramento é porque ele repetidamente escreveu em blogs de uma forma crítica ao governo.

Mianmar

Mianmar, anteriormente conhecida como Birmânia, tem acesso à Internet desde o início de 2000. No entanto, houve muita censura por parte do governo militar que reduziu significativamente em setembro de 2011. A censura da mídia é a principal questão deste país.

China

A China tem o maior número de usuários de internet no mundo. Entretanto, a China teme que a divulgação de notícias possa ter um efeito negativo sobre o governo comunista, por isso, a censura chinesa na Internet é extrema.

As autoridades monitoram o acesso à internet de indivíduos e bloqueiam o conteúdo do site. Sites populares como o Google, Youtube, Facebook, Instagram, Twitter são bloqueados na China.

Irã

Milhões de sites são banidos completamente no Irã e o governo chegou a criar versões falsas de sites e mecanismos de busca existentes para ajudar sua própria causa. Apenas cerca da metade da população do Irã tem algum tipo de conexão com a internet. A maioria dessas conexões está nos centros urbanos.

Vietnã

O Vietnã bloqueia qualquer site que pode oferecer uma informação crítica referente ao governo. Informações sobre a oposição política no exterior, tópicos religiosos ou direitos humanos são bloqueadas pelo governo.

Azerbaijão

Todas as mídias e informações estão sob controle do governo Azerbaijão. Nenhuma mídia internacional é permitida e os sinais de satélite estão bloqueados.

Síria

A Síria baniu vários sites por motivos políticos, além de prender pessoas que os acessam. A conectividade com a Internet foi cortada pelo governo no final de novembro de 2011. A Síria foi o primeiro país a sair completamente da internet.

O governo sírio negou ter cortado a internet, culpando um ataque terrorista. Mas, segundo o Cloudflare, isso é pouco provável de ter acontecido.

Arábia Saudita

Na Arábia Saudita, alguns sites estão bloqueados. O acesso à Wikipedia e ao Google Tradutor também foi bloqueado em 2006, pois as pessoas os estavam usando para contornar os filtros que o governo havia colocado.

É proibido criticar o governo ou promover qualquer outro país. O YouTube é monitorado de perto, já que muitos sauditas tentam denunciar notícias escondidas pelo estado.

Coréia do Norte

O governo comunista da Coréia do Norte, criou uma intranet para controlar e monitorar o acesso da população. A permissão para acessar a internet é com autorização especial, principalmente por razões governamentais. Somente a elite política tem acesso total à internet.

Eritreia

O acesso à Internet é controlado pelo governo e menos de 1% da população tem acesso a ela. Todos os meios de comunicação não controlados pelo governo são proibidos, sites de notícias independentes não são permitidos. Mais de 500 blogueiros e repórteres foram e permanecem até hoje presos.

Assuntos relacionados