Biografia e Promessas de Governo do Fernando Haddad

Biografia e Promessas de Governo do Fernando Haddad

Biografia

Fernando Haddad nasceu em 25 de janeiro de 1963, é um acadêmico, advogado e político, filiado desde 1983 ao Partido dos Trabalhadores (PT). Formou-se bacharel em direito na Universidade de São Paulo (USP) e se especializou em Direito Civil. Mestre em economia e doutor em filosofia, Haddad foi professor de teoria política contemporânea da universidade.

Teve seu primeiro cargo político, sendo o tesoureiro do Centro Acadêmico XI de Agosto, entidade esta, que representava os estudantes do Largo São Francisco. Dando seus primeiros passos na política estudantil, após um ano, ele se tornou presidente do Centro Acadêmico XI de Agosto pela chapa chamada de ‘The Pravda’.

Chegou a trabalhar como analista de investimento no Unibanco e, de 2001 até 2003, foi Subsecretário de Finanças e Desenvolvimento Econômico da Prefeitura de São Paulo da administração de Marta Suplicy. Dois anos mais tarde, foi para Brasília para trabalhar como assessor especial do Ministério do Planejamento e Finanças na gestão Guido Mantega. Enquanto estava no cargo, recebeu um convite de Tarso Genro para ser secretário-executivo.

Em 2004, Haddad aceitou o convite do então ministro da Educação, e assumiu o cargo de secretário-executivo da pasta. Um ano depois, Genro foi nomeado como presidente do PT e Haddad assumiu o Ministério ficando neste cargo até 2012, quando deixou o cargo para disputar as eleições municipais, onde obteve a vitória, tornando-se prefeito de São Paulo.

Em 2013, ao assumir a prefeitura de São Paulo, passou somente os 4 primeiros anos do mandato, vindo a perder a reeleição já no primeiro turno para João Doria do (PSDB).

Haddad tem origem libanesa e é filho de Khalid Haddad e Norma Thereza Goussain Haddad. Com cinco livros publicados, sendo um deles chamado "Em defesa do Socialismo". Ele é casado há mais de 25 anos com Ana Estela Haddad e é pai de dois filhos, Carolina e Frederico.

Propostas de Fernando Haddad

Segurança Pública e Direitos Humanos

  • Enfrentar a política de encarceramento em massa.
  • Criar um plano Nacional para a redução de homicídios.
  • Criar uma nova política sobre drogas.
  • Coibir a incidência de roubos e furtos.
  • Criar um Sistema Único de Segurança Pública – SUSP.
  • Intensificar a política de controle de armas e munições, reforçando seu rastreamento.
  • Propor uma reforma na legislação no que se refere a privação de liberdade para condutas violentas.
  • Entregar cerca de 2 milhões de novas casas utilizando o programa Minha Casa Minha Vida.
  • Intensificar os investimentos no bolsa família.
  • implementar programas de educação para a diversidade e criar nacionalmente o Programa Transcidadania.
  • Criminalização da LGBTIfobia.
  • Promover reforma agrária, titular terras quilombolas e demarcar áreas indígenas.

Política e Combate a Corrupção

  • Aperfeiçoar a transparência combatendo antecipadamente a corrupção.
  • Reformar o Poder Judiciário e o Sistema de Justiça. Sendo assim, deve-se tomar algumas medidas para isso, tais como, instituir tempo de mandatos para os membros do STF e das Cortes Superiores de Justiça; proibir patrocínios empresariais a eventos das associações, instituições e carreiras do Sistema de Justiça; acabar com o auxílio-moradia para magistrados, integrantes do Ministério Público e demais agentes públicos que possuam casa própria e residam no domicílio ou que usem imóvel funcional; reduzir o período de férias de 60 para 30 dias para todas as carreiras que conservam esse privilégio.
  • Separar a eleição presidencial da eleição proporcional para o Congresso, com a realização em datas diferentes.
  • Expandir para o presidente da República e para a iniciativa popular a prerrogativa de propor a convocação de plebiscitos e referendos.
  • Nomear um civil para o Ministério da Defesa.

Saúde e Educação

  • Criar Rede de Especialidades Multiprofissional (REM), em parceria com Estados e municípios, com polos em cada região de saúde.
  • Intensificar o controle do Aedes aegypti.
  • Organizar e intensificar os mutirões de exames e cirurgias.
  • Implementar um Plano Nacional para o Envelhecimento Ativo e Saudável.
  • Implantar prontuário eletrônico de forma universal.
  • Revogar a reforma do ensino médio implementada pelo governo Michel Temer.
  • Expandir as matrículas no Ensino Superior e nos ensinos técnico e profissional.
  • Refinanciar as dívidas de estudantes do Fies.
  • Garantir que todas as crianças, adolescentes e jovens de 4 a 17 anos estejam na escola e que aprendam.
  • Em contraponto à Escola Sem Partido, criar a Escola com Ciência e Cultura, para valorizar a diversidade.

Economia

  • Retomar obras orçadas em R$ 120 bilhões, financiadas parcialmente com recursos de reservas internacionais.
  • Revogar os pilares da reforma trabalhista, como o estímulo à pelotização, à terceirização e a vedação de acesso à Justiça Trabalhista.
  • Revogar medidas do governo Michel Temer, como a emenda do teto de gastos.
  • criar o programa Meu Emprego de Novo.
  • Realizar uma reforma tributária por emenda constitucional. Isentar de imposto de renda quem ganha até 5 salários mínimos e criar faixas de contribuição maiores para os pessoas de classe alta.
  • Elaborar um novo Estatuto do trabalho.
  • Criar o programa Dívida Zero, com o objetivo de ajudar quem está endividado a tirar o nome do SPC e do Serasa.
  • Fixar o preço do botijão de gás para R$ 49,00 em todo o Brasil.

Meio Ambiente e Política Externa

  • Intensificar os investimentos para expandir a geração com energias renováveis (solar, eólica e biomassa).
  • Preservar e proteger os recursos naturais "da devastação que os ameaça com os ataques do governo golpista".
  • Zerar as emissões de gás de efeito estufa da matriz elétrica brasileira até 2050, assim como, assumir o compromisso com a taxa de desmatamento líquido zero até 2022.
  • Fortalecer Mercosul, Unasul, BRICS e Fórum de Diálogo Índia, Brasil e África do Sul.
  • Fortalecer instrumentos de financiamento, como FOCEM, Banco do Sul e Novo Banco de Desenvolvimento.
  • Fortalecer o diálogo mundial pela construção da paz e ajustar a relação entre áreas de saúde, educação, segurança alimentar e nutricional.

As propostas listadas acima são provenientes de entrevistas, debates e, principalmente, do plano de governo registrado no Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Para saber mais detalhes sobre essas propostas e acompanhar o projeto de governo completo do candidato, acesse o site do TCE.

Assuntos relacionados